Entre® - em 09 de Outubro de 2007


Vivo entre o sonho e a dor
De ser aquilo que ainda não sou:
Indivíduo pronto.
Ser absoluto.

Sigo entre o céu e o chão
Pela corrente da história.
Peregrino inconformado,
Ser pensante.
Ou apenas sonhador.

Nosso amor® - em 12 de Setembro de 2007


Não há verso mais lindo em poesia
Que o nosso amor
Descrito em sonhos, alegrias,
Histórias do melhor sabor.

Amor que se apresenta muito além
Do que é seu descrever.
Verso interminável,
Quem te dominará bem?

Não há verso mais lindo em poesia
Que Você e Eu,
Verdade maravilhosa de Deus
Que nunca perde a rima.

Versos e mais versos
Quero contigo construir,
Que seja doce poesia
Em todo nosso existir.


TE AMO!

Um ano não® - em 12 de Junho de 2007


O meu amor um ano não levou
Por tão bela flor desabrochar.
É presente que Deus plantou
Com esmero para eu cuidar.

O meu amor um ano não levou
Por doce estrela se encantar.
Tão sutil em minha vida deitou.
Aprouve a mim poemas mil dedicar.

O meu amor um ano não levou
Por ti, princesa, se entregar.
O sustento de meu coração derrubou.
Passaste tu a lhe alimentar.

O meu amor um ano não levou
Por lindos céus sonhar.
Em asas que Deus deu, voou.
Por outros tantos se aninhar.

O meu amor um ano não levou
Para tal menina amar.
Aos meus olhos Carol desafiou.
Agora e sempre estarão a te guardar.

O meu amor um ano não levou
Para ‘seu’ se chamar.
Cresce como o dia que passou
Para mais e mais se achar.