Vão® - em 12 de junho de 2008




Por vezes, gritei alto esperando que me escutassem.

Em vão. Nem sempre me atendem.

Tenho você, todo o tempo, pronta a me ouvir,

Mesmo quando falo baixinho.

Já tentei roubar risadas com minhas palhaçadas.

Em vão. Nem sempre entendem.

Seu sorriso nunca se esconde. É o que me encanta!

Quando triste, esperei por atenção.

Em vão. Nem sempre reparam. Nem sempre me vêem.

Suas mãos, suas palavras e até mesmo seu silêncio indicaram direção.

Quando tenho alegrias, eu sei a quem contá-las: à dona do meu coração.

Você, minha namorada, amor, amiga, presente de Deus,

É quem me escuta quando calo, quem me completa quando falto.

Por tudo isso e tanto mais, te amo!

Nunca em vão. Fim de papo.

1 comentários:

Carol Rattacaso disse...

TE AMO!!!!