Saudade® - em 07 de julho de 2005


Saudade

Dor que maltrata,

Que exala o perfume das lembranças

Doces e amargas,

Que ativa a máquina-do-tempo

E nos remete à presença

De queridos que se foram

Recrutados por Deus.


Como fazem falta!

Mas quão importantes serão

Para prosseguirmos na caminhada.

Seus valores e histórias,

Certamente transformam nossa visão de mundo

E nos permitem, hoje, refletir

Sobre a razão de viver.


Será que aproveitamos deles tudo que podíamos?

Pergunta que nunca calará.

Ecoa em nossos vazios.

Não se pode mexer nos ponteiros da vida

E recuperar oportunidades.


Os olhos agora miram adiante

E o coração, marcado por vidas e momentos,

Nos embala ao passado.

"Tudo que cala fala mais alto ao coração", diz a música.

Suas vozes cessam, mas suas vidas permanecem.

Legados para nossa geração.


Ainda podemos chorar com gosto

Dos dias que com eles estivemos

E devemos transmitir ao mundo

Dos tesouros que herdamos,

Dar novas linhas a essa história que segue.


A essa dor conhecida Saudade

Oremos a Deus que a transforme

Em certeza de grandiosos valores,

Lindo futuro e bênçãos sem medida.


(Em memória dos queridos que partiram, chamados para uma nova vida.)

2 comentários:

Carol Rattacaso disse...

Oi meu amor!
Aquele presentinho bom, show, que faz bem a saúde e etc, tá aqui comigo, estou te esperando pra gente comer juntos!!!
Beijos!
Te amo

Ale Moulin disse...

hey hey pips pulapula...
deu ate vontade de chorar lendo esse texto... =( pq sera?
heheh
boa semana!